É fato que a nova administração do Detran.SP vem trabalhando ativamente em uma grande transformação digital no órgão. A ideia de automatizar os serviços prestados e o atendimento ao cidadão é legítima e deve ser uma premissa também para o nosso setor, no entanto, a retomada – quantas vezes já utilizamos essa palavra – continua um caos.

UM CAOS PARA O CIDADÃO E, ESPECIALMENTE, PARA OS PARCEIROS DO DETRAN.SP.

Quase que diariamente nos comunicamos com representantes do Detran.SP e expressamos abertamente os problemas que estão ocorrendo e o descontentamento do setor com a forma (não planejada) que está sendo conduzida essa transformação do Detran.SP.

Problemas que foram relatados pelas Autoescolas/CFCs em agosto, setembro, outubro, novembro persistem até hoje. Alguns deles são: dificuldade para concluir uma aula no curso remoto, entrega de PPDs e CNHs, quedas constantes do sistema e-CNHsp, falta de atendimento presencial, entre outros.

A maioria dos problemas estão relacionados diretamente com a Prodesp. É inaceitável que o maior Detran do País esteja há mais de cinco meses com problemas na implantação do curso teórico remoto, penalizando duramente o cidadão e todos os demais atores envolvidos neste novo modelo de ensino.

Devemos compreender a fase de mudança e transformação que está em curso, porém deixo um apelo ao Detran.SP: não se apequene! O Detran.SP é muito maior que a Prodesp ou Poupatempo, entretanto, existe o sério risco do Detran.SP perder sua grandeza e toda a credibilidade conquistada ao longo dos últimos anos.

 

Magnelson Carlos de Souza