As ações das empresas “Programa CNH Popular” e “Carteira Habilitação Popular” foram novamente tema de debate em reunião de diretoria do Sindautoescola.SP realizada na última quinta-feira (20), na sede da entidade, na capital paulista.

O Portal Sindautoescola.SP já havia publicado em agosto notícia alertando sobre as práticas dessas empresas (leia aqui).

Na ocasião, o Sindicato protocolou ofício no Detran-SP informando dessas ações e solicitou medidas ao departamento no sentido de fiscalizar as Autoescolas/CFC’s que utilizam esse serviço. "Essa prática afronta os dispositivos da Portaria Detran.SP nº 101/16", diz Magnelson Carlos de Souza, presidente do Sindicato.

Portaria Detran.SP nº 101/16

Na reunião de diretoria, foi decidido que o departamento jurídico do Sindicato promova ação judicial contra as empresas e ao mesmo tempo divulgue alertas a categoria sobre os riscos que correm, uma vez que as possíveis infrações e penalidades que vem acontecendo poderão recair diretamente nas Autoescolas/CFC’s.

"O Sindicato não é contra nenhuma ação de propaganda e marketing que venha a ser realizadas pelas Autoescolas, no entanto, ações de uma empresa alheia a nosso setor constitui em um ato onde o único beneficiado será a própria empresa, já que os eventuais problemas relacionados com o Detran.SP recairá sobre a Autoescola que contratar essa ação, além de representar um grande desequilíbrio econômico com as demais Autoescolas da cidade", afirma Magnelson Carlos de Souza, presidente do Sindicato.